Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
O PS fingiu pretender abrir a farmácia que funcionava no Hospital de Loures
Ana Oliveira contestou este comportamento e frisou que “a grave situação que o País vive em termos de acesso aos serviços e prestações de saúde só poderá ser ultrapassada com um governo que esteja verdadeiramente ao serviço das pessoas”.
O Parlamento reapreciou, esta quarta-feira, o Decreto da Assembleia sobre Manutenção de farmácias de dispensa de medicamentos ao público nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde, após devolução do Senhor Presidente da República.
Em nome do PSD, Ana Oliveira começou por recordar que esse diploma rejeitado pelo Presidente, aprovado pelo PS, cingia-se, na prática, à farmácia que funcionava no Hospital de Loures, já que essa era a única que se mantinha em funcionamento desde a sua abertura. “As outras farmácias, lançadas ao abrigo da legislação aprovada pelos governos de José Sócrates, já haviam incorrido sucessivamente em situações de insolvência, deixando até avultadas dívidas ao Estado. Vale por isso a pena ter presente que foi novamente um governo socialista, agora de António Costa, que resolveu, em 2016, proibir as referidas farmácias nos espaços dos hospitais do SNS. Como se não bastasse essa contradição entre dois governos socialistas, o Grupo Parlamentar do PS veio aprovar um diploma – o que agora reapreciamos – através do qual fingia pretender manter aberta, precisamente a farmácia que o seu Governo decidira fechar”.
Para Ana Oliveira tudo não passou de “uma operação de cosmética política, já adivinhada na falta de colaboração prestada pela Ministra da Saúde em todo este processo, e que teve a sua confirmação final no encerramento da farmácia do hospital de Loures, no passado dia 2 de abril. Aliás, o Partido Socialista sabia bem que a versão final do diploma que aprovou, alterava radicalmente o conteúdo da iniciativa legislativa popular a que o mesmo respeitava”.
Sublinhando que, tal como o PSD, o Senhor Presidente da República “não se revê nesta abordagem casuística, que apenas se dirige a uma concessão concreta e a uma concessionária especifica existentes”, Ana Oliveira vincou que “o PSD acredita na procura de soluções enquadradas, sustentáveis, que sirvam os verdadeiros interesses de todos os portugueses. Entendemos que os problemas e anseios cidadãos devem ser ponderados de forma séria e estrutural e não em função de conveniências políticas de ocasião, que apenas defraudam as suas expectativas”.
A terminar, a parlamentar declarou que “a grave situação que o País cada vez mais vive em termos de acesso aos serviços e prestações de saúde só poderá ser ultrapassada com um Governo que esteja verdadeiramente ao serviço das pessoas e que as não instrumentalize ao serviço de agendas e habilidades que nada têm a ver com os interesses legítimos dos portugueses”.
12-06-2019 Partilhar Recomendar
10-07-2019
“O Primeiro-Ministro falhou na proteção da saúde dos portugueses”
    Ricardo Baptista Leite enumerou um conjunto de promessas que António Costa fez e não cumpriu.
05-07-2019
PSD defende a inclusão nos currículos escolares do ensino de suporte básico de vida e desfibrilhação
    Simão Ribeiro enfatiza que “a literacia em saúde é fundamental” e ajuda a salvar vidas.
04-07-2019
PSD disponível para contribuir para uma boa lei sobre ensaios clínicos de medicamentos para uso humano
    Sublinhando a inegável complexidade da matéria, Isaura Pedro sinalizou matérias que merecem uma ponderação cuidada.
02-07-2019
“Este governo é o campeão da destruição dos serviços públicos”
    Clara Marques Mendes afirmou que “o Governo fala dos pobres, mas desfavorece-os; prega a solidariedade, mas não a pratica”.
27-06-2019
Saúde: Miguel Santos considera que “foram 4 anos perdidos”
    O social-democrata considera que são 4 anos que vão ser muito complicados de recuperar.
27-06-2019
Saúde: “governo falha todos os dias para com os cidadãos mais vulneráveis”
    Ricardo Baptista Leite sublinhou que “quem não vai ao terreno, quem não fala com os doentes, quem não ouve os profissionais, nunca poderá ter noção das dificuldades dos cidadãos, nem de como governar adequadamente o país”.
27-06-2019
“Não há! Não há! Não há!” é a palavra de ordem no setor da Saúde
    Ângela Guerra fez eco das inúmeras falhas no sector e das consequências para os portugueses.
21-06-2019
Não é aceitável que em pleno século XXI os utentes do Hospital de Évora não tenham acesso a água quente
    Miguel Santos enfatiza que isto “não é aceitável” e desafiou o Secretário de Estado a ir ver o que se passa.
19-06-2019
Financiamento do novo Hospital da Madeira “não ata nem desata”
    Sara Madruga da Costa e Paulo Neves acusam o governo de continuar a querer "fazer contas com o património alheio".
14-06-2019
O SNS encontra-se num real “ponto de rotura”
    Ana Oliveira fala numa “guerra de ideologias” para ver quem tem mais dividendos políticos, “ignorando e desrespeitando os portugueses”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas