Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Negociações Europeias: “António Costa deve ter em primeira linha o interesse nacional”
Rubina Berardo desafiou o Primeiro-Ministro a participar neste debate tendo em primeira linha o “interesse nacional” e não a família política a que pertence.
“Ontem os chefes de Estado e de governo da União Europeia encontraram-se em Bruxelas para dar o tiro de partida para as discussões oficiais sobre a liderança do poder institucional na União. O objetivo destas negociações sobre a arquitetura institucional da União só pode ser um: garantir a estabilidade e a visão para o futuro da Europa. Esse objetivo tem que ser partilhado por todos, pois encontramo-nos numa altura crítica em que a ordem de trabalhos da União é imperativa. Os ponteiros do relógio avançam rapidamente e exige-se dos líderes europeus sentido de Estado, visão e ambição”. Foram estas as palavras iniciais de Rubina Berardo numa Declaração Política em nome do PSD.
De seguida, a Vice-Presidente da bancada do PSD recordou que se iniciam agora as consultas do presidente do Conselho Europeu com o Parlamento Europeu e, junto dos membros do Conselho Europeu, sobre o próximo presidente da Comissão Europeia, próximo Presidente do Conselho Europeu, próximo Alto Representante para a Política Externa e próximo presidente do Banco Central Europeu. Neste momento tão delicado para o futuro da Europa, Rubina Berardo considera que “as negociações em torno das funções europeias não se podem resumir a uma guerra das cadeiras. Todos têm que sair das trincheiras. Por isso, o PSD lança hoje um apelo ao governo português, ao Dr. António Costa, que participa nas negociações porque é chefe de governo e não porque somente pertence à família socialista”. Assim, adianta a social-democrata, o Primeiro-Ministro “deve ter em primeira linha o interesse nacional na forma como conduz estas negociações. É esse o nosso apelo, porque ao mesmo tempo que o Dr. António Costa ontem disse que não se discutiram nomes, «apenas perfis» para os cargos de topo, também deu uma entrevista muito estranha em que referiu precisamente nomes, fazendo aquilo que os comentadores internacionais apelidam de «ataque ad hominem» ao spitzenkandidat do PPE. Ou seja, não há coerência entre as duas declarações”.
De seguida, a deputada defendeu que a perspetiva negocial do governo português sobre os perfis para liderar os destinos da União deve-se reger pela importância concedida às seguintes matérias: o próximo quadro financeiro plurianual; que defendam uma política de pescas comum dinâmica para o setor marítimo; política Externa da União; que solidifiquem da União a nível das relações internacionais, como pivot do multilateralismo num mundo em que cresce o isolacionismo; que contribuam proactivamente para a resposta europeia à urgência climática que assola o nosso planeta; e que saibam defender os interesses dos cidadãos na conclusão do processo do Brexit. É esse que deve ser o interesse primordial do governo português, não as contabilidades partidárias, nem sensibilidades das famílias partidárias europeias”.
A terminar, Rubina Berardo afirmou que este é o caderno de encargos que o chefe de governo português carrega para estas negociações que começaram ontem.

29-05-2019 Partilhar Recomendar
14-11-2019
Grupo Parlamentar do PSD elegeu Coordenadores e Vice-coordenadores
   
18-06-2019
Europa: Rubina Berardo apela ao Primeiro-Ministro para colocar o “interesse nacional” à frente das “obsessões partidárias”
    A parlamentar entende que as negociações para o futuro da Comissão Europeia não podem ser só mais uma “guerra das cadeiras”.
10-05-2019
Gestão do Fundo de Solidariedade tem sido incompetente, imoral e uma vergonha
    Duarte Marques considera “indigno” que o governo queira ficar com o dinheiro destinado aos municípios afetados pelos incêndios.
10-05-2019
Incêndios: “o governo aproveita-se da desgraça alheia para financiar serviços públicos”
    António Lima Costa afirma que o governo desviou verbas europeias destinadas às zonas afetadas para financiar organismos da administração central sediados em Lisboa.
10-05-2019
Linhas de crédito para a limpeza da floresta foram um “monumental falhanço”
    Segundo Jorge Paulo Oliveira o dinheiro apenas chegou a duas Câmaras Municipais.
10-05-2019
Fundo de Solidariedade Europeu: atitude do Governo foi “vergonhosa, egoísta e imoral”
    António Costa Silva revelou que “mais de metade do montante do Fundo de Solidariedade foi aplicado em despesas que deviam ser assumidas pelo Orçamento do Estado”.
20-03-2019
PSD contra impostos europeus: “queremos a nossa autonomia fiscal”
    A posição dos sociais-democratas foi reiterada por Cristóvão Norte.
20-03-2019
Rubina Berardo questiona António Costa sobre posição do governo face ao Brexit, Venezuela e China
    Na véspera do Conselho Europeu, a deputada questionou o Primeiro-Ministro sobre os temas que dominam a agenda europeia e que são essenciais para Portugal.
15-03-2019
Duarte Marques: “o PSD é contra a criação de impostos europeus”
    O deputado apresentou a iniciativa que visa garantir a reserva da soberania nacional em matéria de política fiscal no âmbito do processo de Construção da União Europeia.
13-03-2019
Tratado Orçamental: quando se ignoraram as regras o país ficou à beira da falência
    Maria Luís Albuquerque sublinhou a importância de termos finanças públicas sustentáveis.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas