Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Passe Único: “medida eleitoral como nunca se viu”
Fernando Negrão acusou o governo de apresentar a redução dos preços dos passes apenas para Lisboa e Porto e de não aumentar o número de transportes.
O PSD acusou hoje o governo de apresentar a redução dos preços dos passes apenas para Lisboa e Porto sem aumentar os transportes. No debate quinzenal com o Primeiro-Ministro, Fernando Negrão começou por questionar a António Costa se foi “coincidência eleitoral” o governo ter apresentado, esta segunda-feira, a meses de europeias e legislativas, o acordo com os municípios da Área Metropolitana de Lisboa para a redução dos passes sociais. Considerando esta “uma medida eleitoral como nunca se viu”, o líder parlamentar do PSD acusou ainda o executivo de esquecer as outras regiões do país “onde não existem transportes públicos ou estes são incipientes. O que tem a dizer a estes portugueses que pagarão o passe único das Áreas Metropolitanas sem terem direito a nada”, questionou o parlamentar.
De seguida, o social-democrata exigiu ao Primeiro-Ministro “não o mínimo, mas um máximo de rigor na governação” e rejeitou que os sociais-democratas sejam contra a aposta nos transportes públicos. “Nós somos a favor do passe único, mas é do verdadeiro, aquele que oferece, juntamente com o passe, os transportes para os portugueses usarem. Os senhores dão um documento aos portugueses, mas não os transportes para usarem no dia a dia”, criticou. A este propósito, o líder parlamentar da “bancada laranja” apontou números de cortes de comboios na CP por falta de manutenção - menos 3.322 no período 2017/2018 - e degradação no Metro, na Carris e nos transportes fluviais.
Antes, Fernando Negrão tinha dito que as “boas notícias para Portugal” seriam sempre saudadas pelo PSD, mas acusou António Costa de não ter falado sobre um ponto essencial para a economia e finanças do país: “o aumento de 20 mil milhões de euros da dívida pública na legislatura”. Dirigindo-se ao Primeiro-Ministro, o social-democrata alertou que “basta que a taxa de juro aumente ligeiramente para que o seu governo enfrente problemas de maior gravidade”. E desta vez, refere o deputado, o aumento da carga fiscal não pode ser uma solução: “a carga fiscal chegou ao seu limite. Não pode voltar a usar a carga fiscal para resolver o problema da dívida pública”.
A terminar, o líder parlamentar do PSD confrontou o Primeiro-Ministro com o aumento dos combustíveis. Após o aumento do preço da gasolina pela sexta vez consecutiva, que se segue a 12 semanas de aumento do gasóleo, Fernando Negrão colocou em evidência o impacto negativo que esses aumentos têm na vida dos portugueses e das empresas e perguntou a António Costa até quando é que esta situação persistirá.
19-03-2019 Partilhar Recomendar
12-02-2010
Orçamento da Cultura é “parco”
    Afirmação é de Raquel Coelho que lançou várias questões à Ministra sobre a aplicação do seu Orçamento.
11-02-2010
PSD aponta falhas nos Programas de Apoio ao Empreendedorismo Jovem
    Deputados supervisionam desempenho do Programa FINICIA Jovem
11-02-2010
Deputados eleitos pela Região Autónoma dos Açores interrogam Ministro das Finanças
    Mota Amaral e Joaquim Ponte levantam dúvidas sobre empréstimo do Estado e sobre a aplicação da Lei das Finanças Regionais
11-02-2010
Deputados eleitos pela Região Autónoma dos Açores questionam actuação do BPN e BPP
    Mota Amaral e Joaquim Ponte preocupados com ressarcimento dos clientes destes bancos
11-02-2010
Miguel Frasquilho acusa o Governo de fazer “uma marosca”
    Deputado do PSD refere-se às alterações na forma de contabilização das contribuições dos funcionários públicos para a Caixa Geral de Aposentações
05-02-2010
Deputados eleitos pelos Açores alertam para falta de crédito para empresas no arquipélago
    Mota Amaral e Joaquim Ponte pedem respostas concretas do Governo para evitar colapso de empresas
Início Anterior
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas