Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Governo está a falhar na execução dos fundos comunitários e a prejudicar Portugal
António Costa e Silva criticou a baixíssima taxa de execução do executivo.
Segundo António Costa da Silva o Primeiro-Ministro e o ex-Ministro Pedro Marques – “o pior ministro que passou por este Governo” - têm repetido vezes sem conta, e de uma forma claramente enganadora, que a execução de fundos do PT2020 tem sido muito boa. Contudo, enfatiza o Vice-Presidente da bancada do PSD, “uma mentira é, e sempre será, uma mentira”.
No Debate de Atualidade, requerido pelo PSD, sobre a Execução dos Fundos Comunitários, o social-democrata procurou desfazer, de seguida, a enganadora mensagem de que o governo herdou uma situação na execução dos fundos comunitárias muito baixa. “Vamos então clarificar: em abril de 2016 a Comissão Europeia enviou um documento ao Parlamento Europeu referente a verbas executadas do PT2020. Portugal aparece como o Estado-Membro com mais fundos executados. Nesse período lá ouvíamos as vozes, em sintonia, do Primeiro-ministro António Costa e do então Ministro Pedro Marques, que o governo então liderado pelo PSD só tinha ainda entregue 4 milhões de euros às empresas portuguesas. Mais fakenews. Grande especialidade socialista. A verdade, e a verdade só há uma, é que a execução dos fundos é agora mais baixa do que no período correspondente do QREN. No período em que este governo entrou em funções a taxa de execução do PT 2020 era bem superior ao então período homologo do QREN. Para enganar os portugueses, espalhando ainda mais a confusão, os senhores gostam de misturar pagamento com execução. É que entre projetos aprovados e dinheiro realmente executado vai uma gigantesca distância. Na realidade, os senhores estão a falhar na execução dos fundos comunitários. Prejudicam claramente Portugal”.
Outra das falácias do governo, adianta o deputado, prende-se com a atual situação portuguesa na execução/pagamentos de fundos. “Foi referido muito recentemente pelo Primeiro-Ministro que Portugal era o 2.º país melhor classificado. E claro, Pedro Marques não esteve pelos ajustes, em segundo lugar não: Portugal é o 1.º país em matéria de execução. Entretanto, ao verificarmos a realidade, nada é assim. Numa informação apresentada pela Comissão Europeia datada de 31 de janeiro e enviado ao Parlamento Europeu a 11 de fevereiro último, Portugal é sim o 7.º atrás. Portugal tem apenas os baixíssimos 33% de execução, tal como a Grécia e Espanha. A habilidade é sempre a mesma, António Costa e o sou ex-ministro Pedro Marques comparam apenas com os países da mesma dimensão”.
Para António Costa da Silva “esta execução vem demonstrar com toda a clareza porque é que o investimento em Portugal bate recordes históricos negativos. “Esta fraca execução é a evidência da falta de funcionamento das nossas Infraestruturas públicas. É por isso que a nossa ferrovia não funciona, e nos deparamos com a supressão de comboios e de muitos dos seus atrasos. É por isso que caem os motores dos comboios e as cantonárias também caem. É por isso que os nossos hospitais, as nossas escolas e muitas Infraestruturas públicas se encontram em franca degradação”.
A terminar, o Vice-Presidente da “bancada laranja” enfatizou que “este é um governo poucochinho, também na execução dos fundos comunitários. É um Governo que os portugueses não se vão esquecer, mas pelas piores razões”.

15-03-2019 Partilhar Recomendar
10-05-2019
Fundo de Solidariedade Europeu: atitude do Governo foi “vergonhosa, egoísta e imoral”
    António Costa Silva revelou que “mais de metade do montante do Fundo de Solidariedade foi aplicado em despesas que deviam ser assumidas pelo Orçamento do Estado”.
05-04-2019
Fundos Comunitários: Portugal regista uma “execução desastrosa”
    António Costa Silva contraria a propaganda do governo e fala numa execução de apenas 33%.
15-03-2019
Planeamento: mudou o Ministro, mas mantêm-se os anúncios, propaganda e meias-verdades
    Luís Leite Ramos considerou ainda que nenhum governo foi “tão centralista como este”.
22-02-2019
O governo falhou o objetivo de evitar perdas de fundos comunitários
    António Costa da Silva lamenta a incapacidade do executivo em garantir esta importante prioridade.
22-02-2019
PSD exige ao governo que coloque a agricultura, a floresta, o Interior e o Mundo Rural no topo das suas preocupações
    A exigência foi deixada por António Lima Costa no Plenário.
22-02-2019
Fundos de Coesão: Portugal viu a sua verba diminuída em 7%
    Duarte Marques considera que a negociação feita pelo Ministro Pedro Marques “foi péssima”.
22-02-2019
Fundos Comunitários: ausência de capacidade negocial do governo está patente na diminuição do pacote financeiro para Portugal
    Emília Cerqueira lamenta que o governo se tenha conformado com o que os parceiros europeus lhe iam impondo.
30-05-2018
Fundos Comunitários: governo deve ter uma posição firme e defender com intransigência os interesses de Portugal
    Ana Oliveira considera que a proposta apresentada pela Comissão Europeia não favorece Portugal.
30-05-2018
Fundos Comunitários: Regiões Ultraperiféricas devem ser favorecidas
    António Ventura defendeu o reforço das verbas do Programa POSEI para os Açores e Madeira.
30-05-2018
Governo “falhou rotundamente” no objetivo de manter o mesmo envelope financeiro da PAC
    António Lima Costa alerta que Portugal pode sofrer cortes superiores ao dobro da média europeia.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas