Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
“O PSD tem defendido, com medidas concretas, o combate à elisão fiscal”
Inês Domingos entende que esta é uma fonte de desigualdades inaceitável por oferecer vantagens competitivas às empresas incumpridoras.
“A elisão fiscal, seja ela por indivíduos ou por empresas, é uma fonte de desigualdades inaceitáveis, porque oferece uma vantagem competitiva aos incumpridores face aos cumpridores”. Foi com estas palavras que Inês Domingos iniciou a sua intervenção, esta sexta-feira, no debate da Proposta de Lei do governo que visa reforçar o combate às práticas de elisão fiscal, transpondo a Diretiva da União Europeia.
De acordo com a deputada, o PSD tem sempre defendido, com medidas concretas, o combate à elisão fiscal, seja no anterior governo seja na atual legislatura. “No anterior governo, foram vertidos na Lei vários dos princípios que hoje formam parte do pacote sobre elisão fiscal onde se inclui a diretiva que o Governo hoje transpõe. Já nesta legislatura, é importante recordar que foi do PSD que partiu uma iniciativa «cartão verde» que, se fosse aprovada por um número mínimo de parlamentos nacionais, poderia ser vertida para legislação europeia, no sentido de reforçar a troca de informações entre Estados-membros que permitiria combater de forma ainda mais eficiente a elisão fiscal”.
De seguida, Inês Domingos sublinhou que este debate é uma oportunidade para pensar nos desafios que se colocam às empresas em Portugal. “O PSD alertou para esta situação várias vezes nos últimos anos. Portugal tem a taxa máxima de IRC mais elevada da Europa, depois da França. Para o PSD é fundamental retomar a reforma do IRC que tinha sido iniciada com o anterior Governo, não só porque isso tornaria as nossas empresas mais competitivas face às empresas de outros Estados-membros, não só porque daria um sinal importante aos investidores estrangeiros que queremos atrair para Portugal, mas também porque desincentivaria a utilização de construções fiscais complexas para evitar impostos, que é a situação que estamos a debater”.
A terminar, Inês Domingos defendeu junto do Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais a urgência da reforma do IRC, também como medida de combate à elisão fiscal.
08-03-2019 Partilhar Recomendar
31-05-2010
PSD quer conceder estatuto legal à Unidade Técnica de Apoio Orçamental do Parlamento (UTAO)
    Sociais-democratas pretendem que a UTAO possa, por intermédio da comissão especializada competente em matéria orçamental e financeira, solicitar a quaisquer serviços e organismos da Administração Pública ou a quaisquer entidades que integram o sector público empresarial todos os elementos de informação financeira de que careça, impondo-se a essas entidades o dever de os fornecerem atempadamente.
31-05-2010
Rosário Águas quer conhecer fundamentos para a alteração do Comparador Público das Parcerias Público-Privadas da Saúde
    A deputada social-democrata não compreende os motivos que levaram o Estado alterar o “comparador público’ no decurso do procedimento concursal, após conhecimento das propostas dos concorrentes
26-05-2010
PSD quer saber se Ministério das Finanças ignorou avisos da DGCI
    Em causa estão os "enganos" do Ministro relativamente ao valor do défice.
05-05-2010
PSD disponível a ajudar o Ministro das Finanças a convencer o Primeiro-Ministro a adiar as grandes obras públicas
    Deputados do PSD questionaram o Ministro das Finanças sobre as grandes obras públicas e suas consequências, sobre um aumento das retenções de IRS e sobre as medidas de apoio ao empréstimo à habitação própria em permanência por desempregados.
12-02-2010
Orçamento da Cultura é “parco”
    Afirmação é de Raquel Coelho que lançou várias questões à Ministra sobre a aplicação do seu Orçamento.
11-02-2010
Deputados eleitos pela Região Autónoma dos Açores interrogam Ministro das Finanças
    Mota Amaral e Joaquim Ponte levantam dúvidas sobre empréstimo do Estado e sobre a aplicação da Lei das Finanças Regionais
11-02-2010
Miguel Frasquilho acusa o Governo de fazer “uma marosca”
    Deputado do PSD refere-se às alterações na forma de contabilização das contribuições dos funcionários públicos para a Caixa Geral de Aposentações
Início Anterior
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas