Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
“As vítimas de violência doméstica precisam que o governo ofereça 365 dias de luta para erradicar este flagelo”
Sandra Pereira reafirmou o compromisso do PSD de combater todas as formas de violência.
O Grupo Parlamentar do PSD associou-se, esta quinta-feira, ao Voto de Pesar pelas vítimas da violência doméstica e ao dia de luto nacional em nome de todas as vítimas de violência doméstica e das suas famílias e amigos. Em nome do PSD, Sandra Pereira afirmou que mais do que uma associação a este dia, os deputados do PSD pretendem “reafirmar o compromisso político na prevenção e combate a todas as formas de violência, principalmente a violência de género”.
Sublinhando que este é, sobretudo, um dia de luto simbólico, a social-democrata frisou que “não podemos deter-nos em simbolismos. Mais do que um dia de luto, as vítimas de violência doméstica precisam que o governo ofereça 365 dias de luta para erradicar este flagelo da nossa sociedade, de forma a que o sistema dê respostas capazes, eficazes e preventivas, de modo a evitar as suas mortes, que este anos já são 12. As vítimas precisam que trabalhemos 365 dias para que o governo invista nas forças de segurança e na formação dos magistrados judiciais, para que invista no auxilio da deteção precoce de casos de violências doméstica, que invista nas campanhas de sensibilização com impacto nacional nos medias, que invista na rede de municípios solidários, que invista na prevenção e no combate à violência doméstica”.
Mais do que um dia de luto, adianta Sandra Pereira, temos de trabalhar para promover procedimentos no sentido de incluir no Serviço Nacional de Saúde a deteção sistemática da existência de risco de violência no seio familiar”.
A terminar, a deputada enfatizou que o diagnóstico está feito e deixou o repto a todas as forças partidárias para que não se resignem e para que se trabalhe, em conjunto, “365 dias do ano para degolar a violência doméstica”.

07-03-2019 Partilhar Recomendar
14-11-2019
Grupo Parlamentar do PSD elegeu Coordenadores e Vice-coordenadores
   
07-11-2019
“A trabalho igual deverá sempre corresponder remuneração igual”
    Sandra Pereira declara que a disparidade salarial entre homens e mulheres representa uma “desigualdade estrutural inaceitável com que o PSD jamais se conformará”.
07-11-2019
PSD assume a presidência de cinco comissões parlamentares permanentes
    Luís Marques Guedes, António Topa, Firmino Marques, Pedro Roque e Fernando Ruas são os nomes indicados pelos sociais-democratas.
30-10-2019
Sandra Pereira diz que Programa do Governo “é uma completa desilusão” em matéria de violência doméstica
    A deputada refere que o Programa “é curto, vago, impreciso, não estabelece objetivos e não apresenta medidas concretas”.
05-04-2019
PSD favorável à revisão global da linguagem utilizada nas convenções internacionais relevantes em matéria de direitos humanos
    Teresa Leal Coelho recordou que esta iniciativa resulta de uma resolução do PSD e enfatizou que os sociais-democratas pretendem ir mais longe nesta matéria.
15-03-2019
PSD quer que o governo incremente medidas que permitam a melhoria da capacidade de resposta a situações de violência doméstica
    Sandra Pereira apresentou o Projeto de Resolução do PSD.
13-03-2019
Sandra Pereira considera que precisamos de 365 dias de luta contra a Violência Doméstica
    A deputada reiterou o desafiou do PSD para que se encontrem respostas eficazes para as vítimas.
08-03-2019
Dia da Mulher: “só com o envolvimento de todos conseguiremos remover barreiras e criar uma sociedade mais paritária”
    Laura Magalhães sublinha que “não é o género que dita a capacidade ou competência de um indivíduo”.
08-02-2019
“PSD defende acerrimamente o princípio do aumento da participação das mulheres na vida pública e política”
    Carlos Peixoto frisou que a aprovação da lei da paridade nos órgãos do poder político só foi possível graças à moderação, equilíbrio e sensatez do PSD.
26-10-2018
Projeto do BE que cria os Juízos de Violência Doméstica “é inconstitucional”
    Segundo Carlos Abreu Amorim estamos perante “um desacerto jurídico e um equívoco político”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas