Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Funções dos Técnicos Auxiliares de Saúde justificam a existência de uma carreira própria
Miguel Santos afirmou que a reintegração destes profissionais nas carreiras especiais da saúde não pode continuar a ser adiada pelo governo.
No debate da Petição que solicita a regulamentação da carreira de Técnico Auxiliar de Saúde, Miguel Santos recordou que este é um problema com origem em 2008, quando o governo de então resolveu extinguir a carreira dos auxiliares de ação médica e integrar esses profissionais numa carreira geral.
Segundo o parlamentar, a estes trabalhadores compete assegurar todo um conjunto funcional essencial ao bem-estar dos utentes do Sector da Saúde, no cumprimento, com plena autonomia técnica, de tarefas de alimentação, higiene, transporte e conforto, entre outras funções para as quais adquiriram as devidas competências. “Os técnicos auxiliares de saúde exercem funções diferenciadas que, tal como sucede com os demais profissionais de saúde, justificam a existência de uma carreira própria. Trata-se de profissionais cuja reintegração nas carreiras especiais da saúde não pode continuar a ser adiada pelo governo.”
Dirigindo-se à bancada do PS, Miguel Santos lembrou que os socialistas não só criaram o problema, como não o resolveram ao longo destes três anos e meio, apesar de o terem prometido na última campanha eleitoral. “Refira-se o silêncio do governo. Para a elaboração do Relatório sobre esta Petição, o Parlamento solicitou ao governo que se pronunciasse sobre a reposição da carreira. Decorrido mais de meio ano, o governo não respondeu. Portanto, não se comprometeu com uma solução. A única posição que se conhece foi o voto contra do PS à reposição da carreira, aquando da apreciação do Orçamento do Estado para 2019.”
A terminar, Miguel Santos afirmou que estamos perante uma oportunidade histórica de contrição e de reposição de uma questão de justiça. “Este ato de contrição é o que os profissionais e o PSD exigem ao governo e ao PS”, concluiu o parlamentar.
31-01-2019 Partilhar Recomendar
13-05-2019
Cativações e cortes no investimento. “Chama a isto boa gestão das contas públicas?”
    Fernando Negrão acusou António Costa de fazer um “brilharete nas contas” à custa de corte no investimento.
08-05-2019
Cristóvão Crespo questiona governo sobre a falta de cumprimento de Contrato com a Fundação Nossa Senhora da Esperança
    O social-democrata quer esclarecimentos da Ministra da Saúde.
03-05-2019
Procriação Medicamente Assistida: fizemos um trabalho em prol dos casais com problemas de saúde reprodutiva
    Ângela Guerra sublinhou que o que moveu o PSD foi a resolução dos problemas destes casais.
02-05-2019
António Costa “foi cúmplice” da chegada do país à bancarrota
    Fernando Negrão afirmou ter vergonha desse governo socialista que levou o país à bancarrota.
17-04-2019
Deputados do PSD questionam o governo sobre as condições no Hospital de Cantanhede
    Os parlamentares reclamam “melhores condições e meios” para o Hospital Arcebispo João Crisóstomo.
12-04-2019
Centros de Responsabilidade Integrada: governo nada fez nos últimos quatro anos
    Luís Vales defendeu um futuro em que os Centros de Responsabilidade Integrada sejam efetivamente disseminados nos hospitais do SNS como um novo modelo de gestão potenciador de mais valor em saúde.
12-04-2019
“Governo parece cada vez mais desejar o confronto com os profissionais de saúde”
    Ângela Guerra enfatizou que o PSD não pactua com esta visão do governo “que desconsidera os profissionais de saúde”.
28-03-2019
Portugal não tem um Ministério da Saúde, tem um “Ministério da Doença”
    Segundo José de Matos Rosa o governo e os partidos da esquerda estão “a pôr em causa o Serviço Nacional de Saúde”.
28-03-2019
Sara Madruga da Costa desafia o governo a seguir “o bom exemplo da Madeira”
    Em causa o descongelamento das carreiras dos enfermeiros e dos professores.
28-03-2019
Farmácias hospitalares encontram-se numa situação dramática
    Ana Oliveira fala numa rutura de serviços e falta de profissionais.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas