Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Entre 2005 e 2010 a Caixa foi “fustigada por uma gestão ruinosa e interferência política”
António Leitão Amaro acusou governo, PS, BE e PCP de terem tentado “encobrir estas práticas”.
No debate de atualidade sobre a Caixa Geral de Depósitos, António Leitão Amaro afirmou que o que foi revelado esta semana pela auditoria feita ao banco público “tem tanto de lamentável quanto de grave”. No entender do Vice-Presidente da bancada do PSD, “lamentáveis e graves são as práticas de gestão de crédito ruinosa e de interferência política na Caixa que são confirmadas pela auditoria agora parcialmente revelada. Sabemos hoje que, essencialmente entre 2005 e 2010, a Caixa foi fustigada por uma gestão de crédito ruinosa, promiscuidade e interferência política e uma péssima alocação de recursos que custaram muito à economia e aos contribuintes portugueses. Mas, lamentável e grave também foi o encobrimento daquelas práticas, que o governo, o PS, o PCP e BE fizeram ao longo desta legislatura.”
De seguida, o deputado recordou que os portugueses não esquecem que a 22 de junho de 2016, PS, BE e PCP se juntaram para chumbar a proposta de auditoria externa e independente apresentada PSD. Contudo, lembra, perante o clamor do país, obrigados lá aceitaram fazer uma auditoria, embora tudo tenham feita na Comissão para encobrir e esconder o que se tinha passado, acabando mesmo por “matar” a Comissão antes desta receber vários documentos. “Nós hoje, com esta auditoria, percebemos o que é que os senhores tinham medo que se soubesse e o que queriam esconder”, atirou o deputado às bancadas da esquerda.
Mas as falhas apontadas por António Leitão Amaro não ficam por aqui. De acordo com o social-democrata, o Ministro das Finanças também falhou, pois apareceu para “meter na Caixa 5000 milhões de euros dos contribuintes, mas depois desapareceu e escondeu-se para que não se soubesse o que aconteceu”. Mas, diz Leitão Amaro, o governo é acionista da Caixa e tem a obrigação de saber o que diz a auditoria por 3 motivos: porque não se envolve tanto dinheiro dos portugueses sem saber as causas do que aconteceu, porque é ao governo cumpre definir o modelo de governação, as missões e as linhas estratégias e porque a responsabilidade civil também é da sua competência. A propósito da responsabilidade civil, o Vice-Presidente da bancada do PSD afirmou que havendo falhas com esta dimensão há provavelmente campo e espaço para a responsabilidade civil dos administradores.
A terminar, António Leitão Amaro indicou os dois prováveis motivos para que o Ministro das Finanças não queira saber o que é revelado pela auditoria: ou só está preocupado com o seu interesse e imagem política, ou porque “não quer acionar a responsabilidade civil dos administradores porque receia que estes digam que o que fizeram foi por orientação política do governo e esse governo era socialista”.

24-01-2019 Partilhar Recomendar
21-05-2020
Novo Banco: PSD pede esclarecimentos por escrito em nome da “transparência e do rigor” das contas públicas
    Duarte Pacheco anunciou que, depois de Rui Rio ter feito no debate quinzenal “perguntas pertinentes” ao Primeiro-Ministro, que “não obtiveram resposta”, o PSD quer ter acesso à documentação sobre a gestão do banco.
06-05-2020
Banca: não distribuição de dividendos deixa mais verbas disponíveis para o “financiamento da economia real”
    Carlos Silva alerta que os bancos vão ser muito pressionados pelo aumento de malparado ao longo deste e do próximo ano.
28-02-2020
Márcia Passos: “deixar impunes aqueles que não cumprem é fomentar o incumprimento e potenciar a irresponsabilidade”
    A deputada manifestou a indisponibilidade do PSD para instituir estas práticas.
27-02-2020
“É inaceitável que os Bancos cobrem por serviços não prestados”
    Carlos Silva considera que estamos perante “uma espécie de pagar para poder pagar”.
27-02-2020
Banca: PSD quer acabar com comissões nas situações em que não há liberdade contratual por parte do consumidor
    Álvaro Almeida fala num aumento da proteção do consumidor.
27-02-2020
Proposta do PSD para o fim de comissões bancárias é razoável, justa e equilibrada
    Hugo Carneiro saudou o consenso em torno do fim das comissões de extrato bancário, declaração de dívida e cobrança de prestações de crédito.
26-02-2020
Novo Banco: governo enganou os portugueses
    Jorge Paulo Oliveira diz que o Novo Banco está a ser limpo à custa do erário público.
05-02-2020
Duarte Marques defende proposta de reequilíbrio financeiro para Politécnicos e Universidades
    Proposta dos sociais-democratas visa fazer com que Presidentes dos Politécnicos e Reitores deixem de andar de “mão estendida”.
14-11-2019
Grupo Parlamentar do PSD elegeu Coordenadores e Vice-coordenadores
   
19-07-2019
Comissão de Inquérito à Caixa: desde o início que a esquerda queria “esconder a verdade dos portugueses”
    Duarte Pacheco lamentou que a esquerda não tenha tido coragem de assumir que “houve gestão danosa na Caixa
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
02-06-2020 Comissões parlamentares
03-06-2020 Debate quinzenal com o Primeiro-Ministro
03-06-2020 Comissões parlamentares
04-06-2020 Sessão Plenária
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas