Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
PCP aprovou um Orçamento que não continha as verbas para integrar os precários
Álvaro Batista afirmou não compreender as “juras de amor” do PCP aos precários quando na semana passada os desprezaram.
Uma semana após aprovar o Orçamento do Estado para 2019, o PCP agendou um debate sobre o Programa de Regularização Extraordinária dos Vínculos Precários na Administração Pública (PREVPAP). EM nome do PSD, Álvaro Batista começou por afirmar que a pergunta que os trabalhadores precários do estado fazem é esta: “o Orçamento que aprovaram tem dinheiro ou não tem dinheiro para pagar a integração dos precários? É que se não tem, se o dinheiro não chega para pagar as integrações dos precários, então porque é que o aprovaram? Se já sabiam que o dinheiro não chegava – e obviamente que sabiam - então porquê este debate. O PCP acredita mesmo que as pessoas lá foram não pensam ou que têm os olhos tapados?
Porquê hoje as juras de amor do PCP para com todos os precários, se na semana passada os desprezaram quando aprovaram o Orçamento?”
De seguida, o social-democrata recordou que a esmagadora maioria dos precários está hoje a ser paga com verbas dos fundos comunitários. “Sabem depois os precários e sabem todos os funcionários públicos que hoje, no Estado e por causa das cativações sem tino, falta dinheiro para tudo. Há centenas de carros parados por falta de verbas para inspeções ou mudanças de óleo, inspeções que não se realizam porque não há dinheiro para combustíveis, em certos serviços os trabalhadores chegam a ter de comprar resmas de papel do seu bolso para poderem imprimir correspondência e documentos oficiais. A questão que lhe coloco então é esta: como é que o PCP quer fazer para arranjar o dinheiro que ficou a faltar no orçamento para pagar a integração dos precários?”
A terminar, Álvaro Batista sublinhou que existem dois tipos de precários: os antigos, que vieram dos governos anteriores, alguns com perto de 20 anos de trabalho para o Estado e os que foram metidos no Estado já por este governo e pelas esquerdas entre novembro de 2015 e maio do ano passado. Segundo o deputado, “há muitos destes jovens em que a tinta que diz precário ainda tem o cartaz «pintado de fresco» que está a passar à frente dos antigos, às vezes no mesmo ministério, outras vezes em ministérios diferentes. É que os novos conseguem quase todos pareceres favoráveis para entrar no quadro e alguns dos velhos e verdadeiros já não conseguem, pouco mais lhe restando do que aguardar pelo despedimento”.
07-12-2018 Partilhar Recomendar
07-12-2018
Governo continua a contratar trabalhadores com vínculos precários
    Clara Marques Mendes acusou o governo de continuar a aumentar a precariedade no Estado.
07-12-2018
“Para a esquerda tudo se resume a tentar ganhar mais uns votos”
    Álvaro Batista criticou a “hipocrisia política” dos partidos que adiam para a véspera das eleições a resolução dos problemas dos precários do Estado.
07-12-2018
Precários do Estado: PS, PCP e BE falharam e faltaram à verdade a estes trabalhadores
    Carla Barros lamentou o “tacticismo” e a “encenação” dos partidos da esquerda em torno do PREVPAP.
04-10-2018
“Só fala constantemente do passado quem tem medo do presente e de assumir as responsabilidades”
    Simão Ribeiro desafiou os partidos da esquerda a assumirem as suas responsabilidades pelos problemas nos serviços públicos.
04-10-2018
“O retrato dos serviços públicos é o retrato do caos”
    Pedro do Ó Ramos afirmou que o governo das esquerdas é o “campeão do desinvestimento público e consequente degradação dos serviços”.
04-10-2018
“Os trabalhadores com vínculo precário foram enganados por este governo”
    Carla Barros desmascarou a propaganda do governo em relação à integração de trabalhadores com vínculo precário no Estado.
23-03-2018
Deputadas do PSD visitaram os Espaços Registos do Areeiro e da Expo
    Andreia Neto, Sandra Pereira e Sara Madruga da Costa fizeram-se acompanhar da Direção do Sindicato dos Trabalhadores dos Registos e Notariado.
28-02-2018
"Não abdicamos de representar os portugueses que não se revêm neste governo”
    Santa Casa no Montepio: a nossa posição é muito clara, “somos contra”.
22-02-2018
“O PSD não aceita lições de moral de ninguém em matéria de proteção social dos trabalhadores”
    Carla Barros deixou claro que esta é uma matéria que está no topo das preocupações do PSD.
22-02-2018
PSD rejeita tentativa do PCP de impor a empresas e municípios o Acordo de Empresa da EPAL
    Susana Lamas frisa que os comunistas desrespeitam os sindicados e o princípio da livre negociação coletiva.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas