Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
José Carlos Barros lamenta “erros de orientação política” do Programa Nacional da Política do Ordenamento do Território
O deputado criticou a “visão centralista” introduzida pelo governo no Programa.
O Parlamento debateu, esta quarta-feira, a Proposta de Lei do governo que pretende alterar o Programa Nacional da Política do Ordenamento do Território (PNPOT). De acordo com José Carlos Barros, esta versão do PNPOT ficou negativamente marcada pelos erros de orientação política refletidos na Resolução do Conselho de Ministros que, em agosto de 2016, determinou o início do processo: “por um lado, não compreendendo as profundas alterações, em diferentes domínios, que tinham ocorrido desde a aprovação do PNPOT em 2007; por outro lado, com o Governo a adotar uma visão centralista, centralizadora, colocando o foco no «fortalecimento do papel das duas áreas metropolitanas do país na estruturação do sistema urbano nacional»”.
De acordo com o social-democrata, desde o primeiro momento que “o PSD identificou e denunciou esta orientação política, considerando-a inaceitável e procurando influenciar alterações”.
De seguida, José Carlos Barros afirmou que estas mudanças foram caminhando no bom sentido, residindo o problema na parte política. “O problema é que era tarde, como quase sempre acontece quando tão mal se começa. E o problema é que esta deriva, esta tensão, acabou por se refletir num desfasamento no debate dos Fundos Comunitários e das grandes opções de investimento, e numa incapacidade de passar do enunciado de boas intenções para a sua efetiva territorialização, identificando infraestruturas, redes e instrumentos que as corporizem”.
A terminar, o parlamento deixou a garantia de que, em sede de especialidade, “o PSD, mais do que insistir nas fragilidades que subsistem, não deixará de contribuir para as alterações que sejam ainda possíveis em favor de um PNPOT mais útil ao País, mais operativo e, como se deseja, assegurando princípios de coesão e de equidade social e territorial”.

05-12-2018 Partilhar Recomendar
17-10-2018
PSD quer ouvir o Ministro do Ambiente sobre os riscos das dragagens no rio Sado
    António Costa Silva afirmou que este é um assunto sensível, pois está em causa a biodiversidade e uma atividade económica naquela região.
15-06-2018
“O PSD foi o principal motor das políticas que permitiram uma evolução inegável das boas práticas ambientais”
    Bruno Coimbra frisou que os partidos têm o dever de continuar a atuar em nome das gerações atuais e futuras.
18-05-2018
Cristóvão Norte defende a realização de uma avaliação ao contrato de prospeção e exploração de petróleo de 2007
    O deputado referiu que este é o único contrato que até hoje não foi avaliado.
18-05-2018
Prospeção de petróleo: PS tem proclamado uma coisa e praticado o seu contrário
    José Carlos Barros denunciou a “falta de rigor, transparência e a displicência que têm caracterizado este processo”.
23-03-2018
PSD defende a descontaminação dos solos e aquíferos da Praia da Vitória
    António Ventura apresentou o Projeto de Resolução dos sociais-democratas.
16-03-2018
PSD defende a realização de um estudo de impacto ambiental transfronteiriço relativamente às minas de urânio em Retortillo-Santidad
    Ângela Guerra apresentou a iniciativa dos sociais-democratas.
13-03-2018
PSD recomenda uma atuação de emergência na orla costeira do Algarve
    Os sociais-democratas exigem uma inventariação urgente das situações de risco no litoral algarvio.
21-02-2018
PSD critica passividade do governo em relação às minas de urânio junto à fronteira
    Emília Cerqueira alertou para os impactos ambientais destas minas a céu aberto.
08-02-2018
Laura Magalhães: “as questões da educação ambiental assumem uma importância vital”
    A deputada refere que através do trabalho desenvolvido nas escolas poderemos alterar os comportamentos das famílias.
02-02-2018
Bruno Coimbra: “é imperativa a redução da dependência do plástico”
    O deputado apresentou a iniciativa do PSD que recomenda ao Governo que promova estudos sobre as alternativas à utilização de louça descartável de plástico e que defina uma estratégia para a redução gradual da sua utilização.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas