Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Atividade seguradora e resseguradora: “vender gato por lebre passará a ser mais difícil”
Carlos Silva declarou o apoio do PSD à implementação da diretiva europeia, mas lamentou a demora do executivo na transposição.
O Parlamento apreciou, esta sexta-feira, uma Proposta de Lei do governo que visa alterar o regime jurídico de acesso e exercício da atividade seguradora e resseguradora e o regime processual aplicável aos crimes especiais do setor segurador e dos fundos de pensões e às contraordenações cujo processamento compete à Autoridade de Supervisão de seguros e fundos de pensões, transpondo a Diretiva da União Europeia.
Em nome do PSD, Carlos Silva começou por reconhecer que subscrever um seguro para proteção face a uma situação que depois o seguro não cobre é um dos pesadelos que muito cidadãos enfrentam e que a nova diretiva de distribuição de seguros pretende evitar.
Nesse sentido, adianta, a esta diretiva reforça a responsabilidade dos mediadores, estabelece regras mais duras na venda de seguros, combatendo a venda inadequada ou mesmo a venda enganosa.
De seguida, o social-democrata referiu que a diretiva traz alterações significativas no que respeita ao dever de informação e aconselhamento ao cliente tendo em conta o seu perfil de risco e investimento. “Neste contexto, a presente Proposta de Lei visa o reforço da proteção dos consumidores, através da melhoria da qualidade da informação que lhes devem ser prestados. Vai ainda no sentido da prevenção de situações de vendas inadequadas de produtos de seguros, penalizando eventuais más práticas comerciais. Um dos desafios da diretiva para os distribuidores diz respeito ao modo de remuneração e atribuição de incentivos que não devem colidir com os interesses dos clientes. Parece-nos que vender gato por lebre passará a ser mais difícil”.
Contudo, Carlos Silva lamentou que apesar destes fatores positivos, mais uma vez, o governo revele que convive mal com prazos de transposição das diretivas. “Estes atrasos alem de prejudicarem a atividade legislativa, prejudicam sobretudo os consumidores que já deviam estar protegidos. A data prevista inicialmente para transpor a Diretiva da Distribuição de Seguros era 23 fevereiro 2018, a Comissão Europeia adiou o prazo de transposição para 1 de julho passado, com vista à entrada em vigor a partir de 1 de outubro. Apesar deste adiamento, ainda assim estamos confrontados com a possibilidade de incumprimento por parte do Estado Português sob pena de instauração de um procedimento de incumprimento”, lamentou o parlamentar.

28-09-2018 Partilhar Recomendar
21-04-2010
“Não aumente os impostos e não prejudique mais a nossa economia”
    Miguel Frasquilho apelou ao Governo que aceite as propostas do PSD de combate ao défice através de cortes na despesa
21-04-2010
Tributo solidário é “um verdadeiro instrumento de justiça e de solidariedade social”
    Adão Silva defendeu a proposta do PSD que visa permitir que os que beneficiam dos apoios do Estado possam retribuir em trabalho social
21-04-2010
“Despertem para a realidade para sairmos do buraco em que nos meteram”
    Duarte Pacheco pediu ao Governo para estudar as propostas apresentadas pelo PSD
21-04-2010
Arménio Santos questionou o pacto social defendido pelos socialistas
    Social-democrata lembrou que esta era uma das grandes propostas do Programa Eleitoral dos socialistas que continua na gaveta
21-04-2010
“É preciso deixar de fazer anúncios e ir às questões do país”
    Almeida Henriques pediu ao Ministro da Economia para passar das palavras às acções
21-04-2010
PSD apresenta medidas que permitem poupar 1700 milhões de euros
    Os sociais-democratas apresentaram quatro medidas concretas que demonstram que é possível cortar na despesa e não aumentar os impostos
16-04-2010
PSD questina Governo sobre estratégia para a defesa da Língua Portuguesa
    No âmbito do processo comunitário, denominado "Acordo de Londres para aplicação do artigo 65° da Convenção da Patente Europeia”, que prevê a eliminação da obrigatoriedade de que todo o texto da patente europeia validada em Portugal seja traduzido para a Língua Portuguesa, o Grupo Parlamentar do PSD, nomeadamente pelos seus Deputados Vânia Jesus, Luísa Roseira, Teresa Morais, Rosário Águas, José Ferreira Gomes e Carlos Costa Neves, apresentou uma Pergunta ao Ministério da Justiça
16-04-2010
Governo é incapaz de combater a crise económica e iniciar um processo de revisão constitucional
    Alerta lançado pela Comissão Europeia a Portugal em relação ao PEC, o aumento dos impostos e os salários dos gestores públicos foram os temas que marcaram o debate quinzenal com o Primeiro Ministro
15-04-2010
PEC: “Estabilidade pode ter alguma, mas de crescimento não tem nada”
    Almeida Henriques apontou responsabilidades do PS pela ausência de debate e discussão das medidas do PEC
14-04-2010
Esta é mais uma “cambalhota política do Governo”
    Paulo Batista Santos quis saber o que levou os socialistas a alterarem a sua posição sobre a tributação das mais-valias bolsistas
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas