Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Governo “falhou rotundamente” no objetivo de manter o mesmo envelope financeiro da PAC
António Lima Costa alerta que Portugal pode sofrer cortes superiores ao dobro da média europeia.
No debate sobre “Fundos Europeus, coesão social e territorial”, António Lima Costa acusou os comunistas de colocarem em causa todo o projeto europeu. Sublinhando que este é um debate que deve ser “feito sem radicalismos” e que deve ter como objetivo melhorar o próximo Quadro Financeiro Plurianual, o deputado afirmou que é nesse sentido que vão as recomendações do PSD.
De seguida, a proposta para a Política Agrícola Comum pós-2020, o deputado lembrou que “o governo veio cantar vitória por Portugal não ter cortes no 1.º pilar e ser dos países que menos perde. Mas no 1.º pilar Portugal recebe por hectare 25% menos que a média europeia. Cantar vitória por não haver cortes, mantendo-se esta diferença brutal, é inaceitável”. Contudo, refere, ainda mais grave é o que se antevê para o 2.º Pilar. “Portugal pode ser o país mais afetado pela simples razão de que o 2.º pilar representa 50% do bolo nacional da PAC quando a média europeia é apenas 20%. E quando se diz que os cortes na PAC incidem sobretudo no 2.º pilar, isso pode significar para Portugal cortes superiores ao dobro da média europeia, e isso é inaceitável. Cabe, por isso aqui recordar, que o Ministro da Agricultura assumiu como grande objetivo, manter o mesmo envelope financeiro da PAC para Portugal. E o Governo português, até agora, falhou rotundamente neste seu objetivo”.
Frisando que “manter o mesmo envelope financeiro da PAC para Portugal é o mínimo que se exige ao Governo”, António Lima Costa vincou que, contrariamente ao afirmado pelo PCP, a PAC “é o instrumento mais poderoso para a modernização da nossa agricultura”. “Porque é que a agricultura portuguesa competitiva, moderna, inovadora, exportadora, os assusta tanto?” Questionou o social-democrata à bancada comunista, realçando que essa agricultura gera emprego e crescimento económico e “tem contribuído de uma forma extraordinária para cumprirmos o desígnio nacional de atingirmos, a média prazo, o equilíbrio da nossa balança comercial agroalimentar”.

30-05-2018 Partilhar Recomendar
18-07-2018
Governo está a falhar na promoção de campanhas de esterilização a cães e gatos
    António Lima Costa sublinhou a hipocrisia dos partidos da esquerda.
22-06-2018
Manuela Tender pede apoios ao Governo para Chaves perante prejuízos da forte intempérie
    A deputada solicita o levantamento exaustivo dos prejuízos e a ponderação da declaração de calamidade pública.
20-06-2018
Rubina Berardo desafiou o Primeiro-Ministro a concertar esforços com os nossos parceiros europeus para evitar cortes na PAC
    A Vice-Presidente da bancada do PSD alertou para as consequências desses cortes.
30-05-2018
Fundos Comunitários: governo deve ter uma posição firme e defender com intransigência os interesses de Portugal
    Ana Oliveira considera que a proposta apresentada pela Comissão Europeia não favorece Portugal.
30-05-2018
Fundos Comunitários: Regiões Ultraperiféricas devem ser favorecidas
    António Ventura defendeu o reforço das verbas do Programa POSEI para os Açores e Madeira.
30-05-2018
Negociação dos próximos Fundos Europeus é “uma tragédia” para Portugal
    Duarte Marques entende que o governo foi incompetente e que falhou.
30-05-2018
“Corte de 7% nos fundos europeus para Portugal é completamente inaceitável”
    Luís Leite Ramos frisou que “não nos podemos resignar, nem conformar, considerando que esta proposta é um mal menor”.
30-05-2018
“Cortar na política de coesão é claramente errado”
    António Costa Silva recordou que estes cortes afetam sobretudo os países mais frágeis e as regiões mais pobres.
11-05-2018
Ambiente: “as inspeções e fiscalizações não devem ter dia e hora marcados”
    Bruno Coimbra referiu que o atual governo eliminou o fator surpresa destas inspeções.
09-05-2018
PSD preocupado com a retirada de peças do Espólio Museológico da Coudelaria de Alter do Chão
    Os deputados questionaram o governo sobre esta “situação anómala e estranha”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas