Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Bruno Coimbra: “é imperativa a redução da dependência do plástico”
O deputado apresentou a iniciativa do PSD que recomenda ao Governo que promova estudos sobre as alternativas à utilização de louça descartável de plástico e que defina uma estratégia para a redução gradual da sua utilização.
“A redução do impacto ambiental das atividades humanas, a preocupação ambiental e o cumprimento dos objetivos para o desenvolvimento sustentável e da estratégia definida pelo acordo de Paris, é algo que mobiliza as diferentes forças partidárias, a sociedade e os cidadãos”. Estas foram as palavras iniciais de Bruno Coimbra na apresentação do Projeto de Resolução do PSD que recomenda ao Governo que promova estudos sobre as alternativas à utilização de louça descartável de plástico, realize campanhas de sensibilização para a redução do seu uso e defina uma estratégia para a redução gradual da sua utilização.
De seguida, o social-democrata recordou que, por forma a garantir um desenvolvimento sustentável, uma ação climática eficiente e uma sociedade mais livre do carbono, o mundo está perante o enorme desafio da mudança de hábitos de produção e de consumo, do uso eficiente de recursos e da redução do desperdício. Nesse sentido, adianta, “é imperativa a redução da dependência do plástico”.
Sublinhando que a produção e consumo massivo de embalagens e utensílios de plástico descartáveis atinge valores de tal ordem que o seu impacto se tornou uma ameaça de grandes proporções para o equilíbrio ambiental do planeta, dos oceanos, dos ecossistemas e das cadeias tróficas, Bruno Coimbra lembrou o passo dado pelo governo do PSD no sentido de apostar no desenvolvimento e crescimento sustentáveis e de se posicionar na liderança da nova tendência global da economia verde e da economia circular. “Foi com um plano estratégico, o Compromisso para o Crescimento Verde, que estabelecemos metas ambiciosas e exequíveis. Ficarão também sempre associadas ao melhor desempenho ambiental, o Plano Estratégico para os Resíduos Urbanos e a Reforma da Fiscalidade Verde, esta última responsável pela redução drástica da utilização de sacos de plástico leves em Portugal e de uma enorme e positiva mudança de hábitos de vida dos portugueses com notórios ganhos ambientais para o país e para o planeta”.
Reconhecendo que este é um caminho inacabado, Bruno Coimbra afirmou que “é importante agir de forma gradual e sustentada e eficiente, medindo bem todos os efeitos e impactos económicos e sociais das nossas decisões”. “Importa por isso, para cada uma das medidas que se venham a tomar, garantir os respetivos estudos e conhecimento das alternativas e dos impactos e assegurar o tempo de adaptação dos diferentes setores económicos envolvidos. Mas importa, sobretudo, prosseguir o caminho da mudança de hábitos e de produção e de consumo, garantindo a priorização da utilização de materiais reutilizáveis duráveis, a utilização de materiais recicláveis e reduzindo e abandonando gradualmente, mas de forma célere e efetiva, os poluidores descartáveis sem potencial de serem reintroduzidos na cadeia produtiva”. Nesse sentido, adianta o parlamentar, vem a iniciativa do Grupo Parlamentar do PSD que “recomenda ao governo que estude e apresente as alternativas disponíveis no mercado, ou a criar, para a substituição da utilização de louça descartável de plástico na restauração. Que realize campanhas de sensibilização para a redução do uso de louça e embalagens descartáveis no setor da restauração e junto da população em geral. E que defina uma estratégia de redução gradual mas efetiva, da utilização de louça descartável de plástico até à sua eliminação no setor da restauração”.

02-02-2018 Partilhar Recomendar
02-07-2019
Lítio: governo preparou um plano nas costas da população
    Liliana Silva acusou o governo de colocar “Portugal à venda”.
18-06-2019
Fernando Negrão acusa António Costa de “não ser um Primeiro-Ministro para o povo”
    O líder parlamentar do PSD destacou ainda a “falta de transparência” do governo no processo de reconstrução das casas atingidas pelos incêndios.
12-06-2019
“A cada minuto 7 mil pontas de cigarro são atiradas para o chão em Portugal”
    Chocada com o número, Berta Cabral enfatizou que “a prevenção é a palavra chave no âmbito da defesa do ambiente”.
05-06-2019
“O combate às alterações climáticas e a descarbonização da economia não se compadecem com narrativas nem propagandas”
    Bruno Coimbra lamentou que o governo tenha decidido abrandar o caminho e reverter e afrouxar o ímpeto reformista imposto pelo anterior governo.
05-06-2019
Passes sociais: uma boa medida, com um mau modelo
    António Costa Silva enfatizou que não é por se repetir muitas vezes a mentira de que o PSD é contra os passes sociais que essa mentira se torna verdade.
05-06-2019
PSD vai apresentar ao país um plano de emergência para o setor dos transportes
    Carlos Silva sublinhou que os sociais-democratas pretendem dar resposta à degradação do serviço público de transporte de passageiros.
15-05-2019
Ambiente: preferir os anúncios ao desempenho e a propaganda à ação só pode trazer maus resultados no futuro
    Bruno Coimbra deixou o alerta: “Portugal está na primeira fila dos países europeus que são e serão mais afetados pelas alterações climáticas”.
15-05-2019
Autonomia dos sistemas multimunicipais de água tem sido gravemente prejudicada
    Maurício Marques alerta que a ação do governo está a criar estrangulamentos nos investimentos necessários.
15-05-2019
Seca: medidas velhas que não acompanham as novas realidades
    Sublinhando que Portugal é um país particularmente vulnerável às alterações climáticas, Emília Cerqueira frisou que precisamos de novas abordagens para mitigar estes problemas.
15-05-2019
Berta Cabral: Programa Casa Eficiente 2020 “foi um fiasco e um logro”
    A deputada denunciou que a taxa de execução deste Programa é inferior a 1%.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas