Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Orçamento do Estado faz um ataque desleal aos trabalhadores independentes
Segundo Cristóvão Norte são 114 mil os trabalhadores independentes que vão ser atacados pelo governo.
Cristóvão Norte acusou o Ministro das Finanças de ter “uma relação tradicionalmente difícil e complexa com a verdade. Ainda há pouco o senhor ousou, com desfaçatez, desmentir o deputado Duarte Pacheco quando afirmou que a carga fiscal se reduziu em 2017. Talvez o senhor não conheça este documento, o Relatório do Orçamento do Estado, que atesta que a carga fiscal em 2017 é de 34,5% do PIB”.
No debate na generalidade do Orçamento do Estado para 2018, o social-democrata acusou, de seguida, o governo de tentar esconder o propósito de lesar 114 mil portugueses que declaram os seus rendimentos com base no regime de recibos verdes, que estão em vias de receber um penalizador aumento de impostos. “Pior, fê-lo sob o manto da transparência e da equidade fiscal, de forma encapotada, e declarou o fim do regime simplificado”. Tendo em conta este cenário, o deputado frisou que “a Proposta de Orçamento do Estado é um ataque desleal e uma violação desonesta da relação de confiança entre o Estado e estes 114 mil trabalhadores independentes”.
De seguida, Cristóvão Norte centrou a sua intervenção no alojamento local. Referindo que esta atividade tem sido uma oportunidade para muitos pequenos proprietários, o deputado recordou que depois de o ter feito em 2017, o governo volta a aumentar os impostos para este sector, quebrando assim a confiança de quem investiu, criou o seu próprio emprego, e vê o seu esforço a ser consumido por um governo que despreza a iniciativa e mina os pequenos empreendedores.
A terminar, o parlamentar enfatizou a vontade do PSD de inverter estes absurdos na especialidade, admitindo que todas as alterações introduzidas não escondem a intenção de aumentar impostos plasmada no Orçamento.

03-11-2017 Partilhar Recomendar
27-11-2017
Este Orçamento não serve o país
    O líder do PSD considerou que este é um governo que só quer sobreviver e que esta é uma legislatura perdida do ponto de vista da preparação do futuro.
27-11-2017
“O Estado falhou na proteção das pessoas e ainda quer cobrar impostos pelas cinzas”
    António Leitão Amaro mostrou-se “chocado” com a esquerda por chumbar todas as propostas de alteração que o PSD fez ao Orçamento, incluindo a que pretendia isentar de IMI as famílias e as empresas cujas casas e edifícios foram destruídos nos incêndios.
24-11-2017
Andreia Neto acusa o governo de reduzir a verba para a alimentação dos reclusos
    A deputada apresentou a proposta do PSD e assinalou que nunca o valor orçamentado foi tão baixo.
24-11-2017
Cristóvão Crespo assinala a imaginação do governo para criar impostos
    O deputado considera que o executivo não resiste a utilizar os impostos especiais sobre o consumo para “sacar” o máximo a cada português.
24-11-2017
Esquerda rejeitou todas as propostas do PSD que procuravam tornar a fiscalidade mais justa para as famílias com mais filhos
    Inês Domingos assinalou que o "rolo compressor" das esquerdas nem as famílias poupou.
24-11-2017
PSD quer eliminar a intervenção de intermediários nos pagamentos de Fundos Europeus às empresas
    Paulo Rios de Oliveira considerou esta uma medida “simplex” para as empresas.
24-11-2017
“É crucial que os Fundos Comunitários sejam bem utilizados e avaliados”
    Fátima Ramos enfatizou que os portugueses têm o direito de saber onde e como são gastas estas verbas.
24-11-2017
Jorge Paulo Oliveira faz um balanço positivo do Fundo de Apoio Municipal
    O parlamentar deu seguimento às sugestões da Associação Nacional de Municípios e apresentou a proposta que visa dar ao governo a possibilidade de apresentar uma nova proposta de revisão deste Regime.
24-11-2017
“Sectarismo primário” da esquerda prejudica as associações juvenis e estudantis
    Foi desta forma que Margarida Balseiro Lopes antecipou o chumbo das propostas do PSD para este sector.
24-11-2017
PSD propõe que os rendimentos gerados pela venda da madeira queimada fiquem isentos de IRS
    Luís Pedro Pimentel refere que esta é uma medida de grande importância e de inteira justiça para com aqueles que viram as suas vidas devoradas pelas chamas.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas