Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
OPINIÃO / Pequenos passos para a consolidação da Lusofonia
Portugal tem hoje na sua língua e na sua cultura, um dos mais importantes instrumentos de afirmação internacional e de promoção dos valores que há séculos formam a nossa identidade como povo de cariz universalista. Não nos esqueçamos que foram os portugueses que com o seu espírito de aventura e vontade de saber o que havia para além do que a vista alcança que lançaram o projecto das Descobertas e com ele ergueram a primeira pedra da Globalização de que tanto se fala nestes tempos chamados da modernidade.
Carlos Gonçalves

De facto, o português com cerca de 230 milhões de falantes no Mundo assume-se hoje como a sexta língua mais falada a nível planetária e a terceira a nível da Europa Ocidental. É uma mais valia que realmente não podemos desperdiçar e que, ao invés, devemos utilizar como um factor potenciador da imagem de Portugal no Mundo e de capitalização de vantagens para o nosso país.

Torna-se assim importante consolidar a Lusofonia, mesmo que com pequenos passos, de uma forma sustentada e pensada para alicerçar de forma consistente um espaço lusófono que poderá começar por se sustentar nos três pontos que exponho a seguir.

Primeiro, os milhões de portugueses da Diáspora assumem, neste contexto um papel fundamental, sendo verdadeiros embaixadores da língua e da cultura portuguesa, tornando-se indispensáveis para um Portugal que cada vez mais tem o discurso da necessidade da via da internacionalização da sua economia. É por isso que, na minha actividade política, me tenho batido de uma forma incessante pela defesa e manutenção do ensino da língua e cultura portuguesa no estrangeiro. É uma tese que tenho apadrinhado e procurado transmitir em todas as minhas actividades políticas.

Num segundo plano, mas também muito importante, destaco a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) que assume um papel bastante decisivo na defesa do espaço da lusofonia sendo uma câmara amplificadora dos esforços de Portugal para defender o Português nos diversos fóruns internacionais e para promover uma verdadeira diplomacia lusófona.

Nesse sentido, os deputados portugueses deram mais um passo no sentido da consolidação deste espaço da Lusofonia ao aprovar um Projecto de Resolução que aprova a entrada da Assembleia da República na Assembleia Parlamentar da CPLP (AP-CPLP) com o objectivo de reforçar as relações entre os diversos parlamentos nacionais dos Estados-membros da CPLP e, dessa forma, contribuir também para uma consolidação do Estado de Direito e dos valores da Democracia.

Finalmente, não posso deixar também de destacar aqui o facto da Comissão de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas da Assembleia da República, da qual sou membro efectivo, ter decidido, por unanimidade, que todos os trabalhos decorrem em língua portuguesa, mesmo quando se venha a receber uma qualquer delegação estrangeira. É um importante sinal que se transmite da vitalidade e força da nossa língua. Estamos no Parlamento nacional devemos falar português!

Penso que estes pequenos passos concretos que acabei de referir, são verdadeiramente importantes para defender a nossa língua, preservando o seu valor e aumentando as suas potencialidades como factor de expansão da cultura portuguesa. Conjugando estes três factores Diáspora, CPLP e defesa da língua portuguesa no Parlamento Nacional – acho que estaremos a contribuir verdadeiramente para a defesa da consolidação da Lusofonia, o que trará evidentes benefícios para Portugal e para todos os portugueses que residem no estrangeiro.

25-02-2010 Partilhar Recomendar
26-04-2019
PSD questiona governo acerca da situação consular na cidade brasileira de Santos
    José Cesário, Carlos Páscoa e Carlos Gonçalves questionaram o Ministro dos Negócios Estrangeiros.
16-04-2019
Brexit: Projeto de Resolução do PS “é uma crítica clara ao Governo”
    Carlos Gonçalves considera que o PS não está confortável com o trabalho que o Governo desenvolveu nesta matéria.
27-03-2019
Brexit: governo português não atuou de forma atempada
    Carlos Gonçalves lembra que, entre outros aspetos, estão em causa cerca de 400 mil cidadãos portugueses que residem em território britânico.
27-03-2019
Ensino Superior: PSD quer que o governo crie um regime de incentivos para os estudantes lusodescendentes e portugueses emigrados
    José Cesário lamenta que das 3500 vagas, apenas 247 tenham sido ocupadas no último concurso.
15-03-2019
Deputados do PSD estão apreensivos com o futuro do Ensino de Português em França
    Os sociais-democratas querem explicações do Ministro dos Negócios Estrangeiros.
27-02-2019
PSD questiona governo sobre integração dos professores do Ensino Português no Estrangeiro nos concursos do ensino básico e secundário
    José Cesário, Carlos Gonçalves e Carlos Páscoa querem explicações do Executivo.
15-02-2019
Venezuela: “Maduro já não tem condições para continuar no poder”
    Fernando Negrão reiterou o apoio do PSD a Juan Gaidó.
06-02-2019
“Aguardar 1000 dias por uma consulta é fortalecer o SNS?”
    No debate quinzenal com o Primeiro-Ministro, Fernando Negrão lamentou que António Costa não “sinta vergonha de ter feito parte do governo que deixou o país em bancarrota”.
01-02-2019
António Ventura exige solidariedade da França para as Políticas Comuns
   
17-01-2019
Brexit: impreparação do governo fragiliza cidadãos e empresas
    Inês Domingos considera “lamentável” e “inadmissível” a inoperância do governo.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas