Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Deputada Carina Oliveira abriu o último dia do congresso da ASECAP
A deputada fez uma intervenção subordinada ao tema: “a single Transport Area in Europe”.

Carina João foi oradora, esta sexta-feira, no encontro anual da Association Européenne des Opérateurs d’Infrastructures Routières à Péage (ASECAP), uma Associação Europeia de Autoestradas cuja extensão da rede atinge atualmente mais de 46,000 km de autoestradas, pontes e túneis em 21 países.

Numa intervenção subordinada ao tema “a single Transport Area in Europe”, a deputada do PSD começou por recordar que as necessidades comuns sempre uniram os povos. “Foi esta a base em que se construiu a União Europeia: da sociedade do carvão e do aço, às políticas agrícolas comuns, aos dias de hoje as questões energéticas e ambientais são amplas preocupações e partilhas de soluções unem as políticas dos seus estados membros, da mesma forma que são (devem ser) encaradas as redes de transportes e a mobilidade dos seus cidadãos e mercadorias. Na senda de soluções, continuamos à procura de respostas ao desenvolvimento sustentável, à transição energética e à mobilidade”.

De seguida, a deputada sublinhou que o objetivo central da política europeia de transportes consistirá em promover um sistema de transportes que seja a base do desenvolvimento económico e tecnológico dos seus estados membros, que reforce a competitividade económica das regiões, que seja funcionalidade ao serviço da mobilidade de qualidade na Europa. Uma Europa sem fronteiras, reais ou virtuais, físicas ou administrativas.

“Os princípios terão que ser no sentido de avançar na aplicação plena dos princípios do utilizador-pagador e do poluidor-pagador e no comprometimento do sector privado a eliminar distorções, gerar receitas e garantir o financiamento dos investimentos futuros no sector. Competirá aos decisores políticos a diversificação das fontes de financiamento (públicas e privadas), aperfeiçoando instrumentos financeiros inovadores e do quadro regulamentar. A pedra base é conseguir um nível de financiamento público controlado”, declarou a parlamentar.

A terminar, Carina João frisou que “a questão base que aos dias de hoje se coloca em pensamento de um decisor publico, político, não pode deixar de ser feita: como serão as estradas daqui a 10, 20, 30 anos? Financiaremos sistemas aos dias de hoje, numa realidade mutável? Estanque? Evolutiva mas com que estabilidade? Porque para definir políticas desta envergadura são necessários também mínimos de previsibilidade. Todos já assistimos ao cenário comum na assunção deste tipo de compromissos financeiros: o Governo que toma as decisões não é o que responde por elas”.

29-05-2015 Partilhar Recomendar
14-04-2010
Presidente da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária questionado por Carina João e Carla Barros
    Audição realizou-se quarta-feira na Sub-Comissão de Segurança Rodoviária
Início Anterior
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas