Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Teresa Morais e Hugo Velosa questionaram o Ministro da Justiça
Os sociais-democratas centraram-se em matérias relacionadas com os Centros Educativos e com o funcionamento do Centro de Estudos Judiciários.

A requerimento do PSD, o Ministro da Justiça compareceu, esta terça-feira, na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias para prestar esclarecimentos sobre as matérias relativas aos Centros Educativos e funcionamento do Centro de Estudos Judiciários.

Relativamente ao funcionamento dos Centros Educativos, Teresa Morais afirmou que o Ministro já tem conhecimento do relatório da Comissão de Fiscalização dos Centros Educativos, que é bastante crítico relativamente ao funcionamento dos mesmos. Segundo a deputada, desde a avaliação das instalações até à falta de um apoio psicológico e pedopsiquiátrico, passando por aspectos de insuficiente trabalho com as famílias no sentido da sua reinserção, há um conjunto muito vasto de insuficiências e a conclusão a que se chega é de que os Centros Educativos que temos não cumprem os desígnios de educar os jovens. Teresa Morais afirmou que, na sua opinião, seria mais importante reestruturar e melhor apetrechar os Centros Educativos do que alterar a Lei e perguntou ao Ministro qual a sua opinião sobre a insuficiência de apoio pedagógico e pedopsiquiátrico, se não pensa que a oferta de formação em cursos que funcionam nestes centros não deveria ter sido diversificada e se é da opinião de que se deve continuar com a distribuição dos Centros Educativos nas Regiões Centro e Norte, obrigando as famílias residem no Alentejo e no Algarve a fazer grandes viagens.

Relativamente ao funcionamento do Centro de Estudos Judiciários, a Vice-Presidente do Grupo Parlamentar do PSD recordou que em Fevereiro a bancada do PSD perguntou ao Ministro as razoes para a demissão do Director Adjunto do CEJ, que respondeu que se devia a razões pessoais. Segundo a deputada, essa justificação não corresponde à verdade pois o Procurador afirmou publicamente que nunca evocou nenhuma razão pessoal. Depois dessa demissão já outro procurador pediu a demissão, facto que leva Teresa Morais a questionar se vai ou não ser aberto um curso no CEJ.

Seguiu-se a intervenção de Hugo Velosa. O social-democrata declarou que, neste momento, a Justiça atravessa graves dificuldades e centrou a sua intervenção no polémico despacho do ex-Secretário de Estado João Correia que autorizou o pagamento por acumulação de funções a duas magistradas, sendo uma delas a sua mulher do Ministro. O social-democrata não colocou em causa a honestidade do Ministro, mas frisou que foi criado um imbróglio em volta desta matéria que não prestigia a Justiça. Hugo Velosa perguntou, ainda, quais foram as razões para o despacho do Ex-Secretário de Estado ter sido proferido nesse sentido, se esse despacho foi fundamentado em algum parecer e quando é que o Ministro teve conhecimento desse despacho.

29-03-2011 Partilhar Recomendar
Teresa Morais questiona Ministro da Justiça
Hugo Velosa questiona Ministro da Justiça
Teresa Morais questiona Ministro da Justiça
07-05-2020
Setor da justiça deve retomar a sua atividade de forma progressiva e gradual
    Carlos Peixoto refere que essa retoma não pode sacrificar nem a segurança das pessoas nem a fiabilidade das decisões judiciais.
06-05-2020
Alteração ao Estatuto da Ordem dos Advogados é “inteiramente justificada”
    Artur Soveral Andrade manifestou o apoio do PSD a uma iniciativa que visa desbloquear um problema nos Estatuto da Ordem dos Advogados.
06-05-2020
“A violência doméstica é um crime hediondo que merece o mais vivo repúdio”
    Mónica Quintela considera que "o que é preciso para combater a violência doméstica é proteger as vítimas, é dotar os tribunais de recursos humanos, materiais e técnicos necessários que tanta falta fazem e que o governo tem esquecido”.
05-05-2020
Fim de medidas excecionais para reclusos quando terminar a fase de calamidade
    O PSD defende que as medidas excecionais de flexibilização de execução de penas devido à pandemia de covid-19 devem terminar quando o País ultrapassar a situação de calamidade.
29-04-2020
Advogados devem ser contemplados pelos apoios extraordinários prestados aos trabalhadores independentes
    Mónica Quintela mostra-se preocupada com “a precariedade e a situação difícil” dos advogados.
06-04-2020
Covid-19: PSD defende medidas urgentes de apoio a advogados e solicitadores
    O grupo parlamentar do PSD está preocupado com a “total desproteção dos advogados e solicitadores” no quadro das medidas de apoio aos trabalhadores independentes implementadas pelo Governo
31-03-2020
Covid-19: PSD pede clarificação do Governo sobre libertação de reclusos
   
11-03-2020
Justiça: PSD defende alterações à forma de distribuição dos processos judiciais
   
06-03-2020
PSD quer criminalizar a conduta de quem mate um animal de companhia
    Catarina Rocha Ferreira apresentou o Projeto de Lei do PSD.
28-02-2020
PSD defende aperfeiçoamento das respostas existentes em matéria de proteção de menores contra a exploração e abuso sexual
    Mónica Quintela considera que esse reforço é justificado e bem-vindo.
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas